Gênero: Queer

Ícone

Queer e além: bígamos

É queer tudo o que desestabiliza, ele é a “dispersão de sexualidades” que menciona Michel Foucault, ao utilizar o termo francês disparate. Uma nação (pátria) pode ser queer, por exemplo. Ele se move além dos indivíduos.  Por isso, acho interessante irmos além do gênero por aqui.

Existe uma coisa que é polêmica e sujeita a preconceitos independente da oritentação sexual e da identidade de gênero da pessoa: o bígamo. A bigamia é aceita em algumas sociedades, mas em nenhuma ouvi dizer que a relação bígama pode ser concretizada a três, literalmente. Ou seja, o ménage à trois é reservado às casas de swingue, aos prostíbulos, às orgias, lugares fora do quarto dos pais, da família, do relacionamento reconhecido pela sociedade. Ele é um evento, uma aventura, nunca algo digno de respeito e muitas vezes digno de desaprovação. Os adeptos do ménage fora ou dentro do relacionamento amoroso, são, com bastante freqüência alvos de preconceito.

É interessante que haja produções cinematográficas contemporâneas que tratem do assunto com respeito e delicadeza. Assisti recentemente ao filme Dieta Mediterrânea, com a belíssima Olívia Molina e constatei que temos de rever a moral monogâmica e respeitar todas as formas de relacionamento, sejam elas mono, bi, tri, tetra-gâmicas. Afinal, cada um sabe o tamanho do seu desejo e quantos cabem no seu coração, não é? Deixo vocês com o trailer de dois filmes que tratam do assunto:

*****

Dieta Mediterrânea (2009):

Castillos de Cartón (2009):

Filed under: Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s