Gênero: Queer

Ícone

O espetáculo queer do futebol feminino

Em novembro do ano passado fui ao campus da Praiva Vermelha (Urca) da UFRJ assistir à palestra de Jennifer Doyle, uma jovem pesquisadora (e jogadora de futebol nas horas vagas) da Califórnia. O tema da palestra era a performance queer no futebol, logo me interessei. Foi uma palestra bacana, que podia ter rendido mais, se mais estudantes da área queer tivessem ido – e não uma porção de estudantes de educação física – e que me rendeu informações interessantes.

Uma das histórias era que, no NBA, há uma câmera chamada “Kiss Cam”, que procura pela platéia por torcedores beijando suas namoradas. E essa imagem é projetada no telão. Nos jogos do WNBA, essa câmera foi banida, já que os organizadores começaram a ficar com medo de que a tal telona exibisse um beijo entre duas mulheres, já que o público era composto por muitas lésbicas.

"Kiss Cam" do NBA

Ela também dissertou sobre a sua tese de o esporte feminino não tem visibilidade já que há um medo da mídia esportiva de dar visibilidade às atletas mulheres, por causa da suposta visibilidade às lésbicas (atletas e espectadoras).

Uma das histórias mais surpreendentes, é a de um dos times femininos mais antigos da inglaterra, o Doncaster Rover Belles. Doyle nos contou que a BBC uma vez fez um documentário com as atletas desse time. As jogadoras, as melhores do país, que faziam parte da seleção nacional, faziam parte dele.

Jogadoras do Doncaster Rover Belles, de listras em vermelho e branco

Grande parte das meninas do time eram lésbicas e durante o documentário, haviam trechos em que elas apareciam comemorando alguma vitória em algum bar, ou algo do tipo, ou somente se divertindo. Por estarem embriagadas e entre amigas, falaram de mulheres, de seu interesse por mulheres etc.

Após a exibição do documentário pela emissora inglesa, as jogadoras foram expulsas da seleção e ficaram tão traumatizadas, que não falam mais do filme.

Jennifer Doyle também nos mostrou um vídeo das artistas Wu Tsang e Math Bass (The Marriage – Art Queer), chamado “Soccer” (2004), mas que eu não encontrei nem por um decreto na internet. Nem achei nada sobre elas na web. Se alguém achar, por favor, envie para generoqueer@gmail.com. Como eu peguei o email da Jennifer, vou tentar solicitar a ela também, se conseguir, publico por aqui.

Bem, deixo vocês com algumas fotos do espetáculo queer / trans do futebol feminino!

Filed under: Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s